Os Três tipos de telepatia

A telepatia instintiva:  baseia-se naqueles impactos de energia que vêm de um corpo etérico e provocam uma impressão sobre outro. O meio de comunicação empregado é a substância etérica de todos os corpos, que é necessariamente uma com a substância etérica do planeta.

A área em torno do plexo solar (embora não em direta relação com esse centro, já que ele existe com um instrumento distinto de todos os outros instrumentos ou centros) é sensível ao impacto da energia etérica, pois essa área do corpo etérico está em “contato” direto com o corpo astral, o corpo do sentimento. Além disso, bem perto do plexo solar encontra-se aquele centro perto do baço que é o instrumento direto de introdução do prana no mecanismo humano. Essa resposta instintiva ao contato etérico foi o processo de comunicação predominante nos tempos lemurianos e foi usado em grande parte no lugar do pensamento e da fala. Envolvia principalmente dois tipos de impressão: o instinto da auto-preservação e o da auto-reprodução.

Uma forma mais elevada dessa telepatia instintiva foi preservada na expressão que usamos tão freqüentemente: “Eu tenho a sensação de que…” e construções semelhantes. Têm elas implicações definitivamente astrais e atuam através da substância astral, utilizando a área do plexo solar como placa sensível ao impacto e à impressão.

Essa sensibilidade astral (não etérica), ou “telepatia que se sente” foi basicamente um tipo de comunicação dos atlantes e consistia em empregar, em última análise, o próprio centro do plexo solar como agente receptor; o agente emissor (se é que posso usar tal expressão) atuava através de toda a área do diafragma. Era como se emergisse dessa parte do veículo humano um conjunto de forças ou de ondas centrífugas de energia. A área relativamente ampla, a partir da qual a informação era enviada, atuava como um amplo distribuidor geral; entretanto, a área que recebia a impressão estava mais delimitada, já que envolvia apenas o
plexo solar. A razão disso explica-se pelo fato de que, na época atlante, o ser humano ainda era incapaz de pensar, nos moldes segundo os quais entendemos o pensamento. É difícil para nós entender que toda a parte inferior do corpo estava entregue às sensações. A única contribuição mental do comunicador era o nome do receptor, além do nome ou forma substantiva da ideia a ser transmitida. Esse pensamento embrionário dirigia-se à sua meta e o poderoso mecanismo “sensorial” do plexo solar recebia-o (atuando como um imã) e atraía fortemente tal “impressão sensorial”, extraindo-a do comunicador. Esse é o processo que se produz quando, por exemplo, uma mãe pressente que algum perigo ameaça seu filho, ou que algo está-lhe acontecendo. Desse modo, ela se torna assim, muitas vezes, capaz de enviar, por meio do amor instintivo, um aviso mais definido. O plexo solar está envolvido no que se refere ao receptor; já a área ao redor do diafragma acha-se envolvida no que concerne ao comunicador.

 

Telepatia mental:  o centro laríngeo é o que está essencialmente envolvido; às vezes, há também pequena atividade do centro cardíaco e sempre uma certa reação do plexo solar. Daí o nosso problema.
Freqüentemente o comunicador enviará uma mensagem via centro da garganta, e o receptor ainda usará o plexo solar. Esse é o método mais comum, e eu lhes pediria que se lembrassem disso. O envio de uma mensagem pode efetuar-se mediante o centro laríngeo (o que ocorre freqüentemente, entre os discípulos), mas o receptor provavelmente usará o centro do plexo solar. O centro da garganta é, por excelência, o centro ou o meio de todo trabalho criativo. Os centros cardíaco e laríngeo, porém, deverão, afinal, ser usados em conjunto. Apresentei já, anteriormente, a razão disso nas seguintes palavras:
“Apenas do centro cardíaco podem fluir, na realidade, as linhas de energia vinculadoras e unificadoras”. Foi por esse motivo que eu prescrevi certas meditações que estimulam o centro cardíaco à ação, ligando tal centro (que se encontra entre as omoplatas) ao coronário (localizado no centro da cabeça), mediante a correspondência superior com o centro cardíaco (o lótus de mil pétalas). Esse centro cardíaco, quando devidamente magnético e irradiante, une os discípulos uns com os outros e a todo o mundo. Isso acarretará também aquela interação telepática que deve ser ardentemente desejada e que é tão construtivamente útil à Hierarquia espiritual — contanto que ela se estabeleça 19 dentro de um grupo de discípulos empenhados e dedicados ao serviço da humanidade. Então pode-ser-á confiar neles.*

 

Telepatia intuitiva: é um dos desenvolvimentos que se obtêm no Caminho do Discipulado — um dos frutos da verdadeira meditação. As áreas envolvidas são a do centro coronário e a do centro laríngeo, e os três centros que se tornarão ativos no processo são o centro da cabeça, que é receptivo às impressões das fontes mais elevadas, e o centro ajna, que é o receptor das
impressões intuitivas idealistas. Esse centro ajna pode então “irradiar” aquilo que é recebido e reconhecido, usando o centro da garganta como formulador criativo do pensamento e o fator que corporifica a ideia sentida ou intuída.

Espíritos e suas reencarnações

As informações abaixo, baseiam-se no espiritismo científico

  • APÓSTOLO PAULO: Nascido em 9 D.C, foi perseguidor dos cristãos, mas depois de conhecer Jesus, tornou-se um dos seus principais divulgadores. Anos depois em 1483, ele reencarna como Martinho Lutero.

Resultado de imagem para apóstolo paulo  

 

 

 

 

 

  • JUDAS ISCARIOTES: Suposto traidor de Jesus, completa sua missão na terra como Joana D’Arc (1412 – 1431), portando uma mediunidade incomum.

Resultado de imagem para judas iscariotes   Resultado de imagem para joana darc

  • REI DAVI: Viveu a 1000 A.C, impiedoso com seus inimigos, usou seu exército para impor seu poder. Em 1889 voltou a terra como Adolph Hitler. Ainda impiedoso massacra milhões de vidas.

Resultado de imagem para rei davi 

  • SOLDADOS DO REI DAVI: que auxiliaram a espalhar terror e desgraça a muitos inocentes,  reencarnaram como os judeus que sofreram as piores humilhações já vistas na época de Hitler.

Resultado de imagem para soldados do rei davi  Resultado de imagem para judeus mortos

  • SRTA. JAPHET: Uma das três jovens médiuns que Allan Kardec usou para codificar o espiritismo, reencarna em 1910, como Francisco Cândido Xavier.

Resultado de imagem para SRTA. JAPHET  Resultado de imagem para SRTA. JAPHET

  • ANTOINE LAVOISIER: Químico francês nascido em 1743 e guilhotinado em 1794, reencarna no Brasil em 1913, como Ernani Guimarães Andrade, ex. presidente da FEB.

Resultado de imagem para ANTOINE LAVOISIER:  Resultado de imagem para hernani guimarães andrade

  • MICHELANGELO: O gênio italiano da arte, nascido em 1475, reencarna no Brasil em 1730 como Aleijadinho.

Resultado de imagem para michelangelo  Resultado de imagem para aleijadinho

  • RAFAEL SÂNZIO: Outro gênio da arte da renascença, nascido em 1483, reencarna na Polônia em 1810 como Frederic Chopin, dessa vez para atuar na música erudita.

Resultado de imagem para rafael sanzio  Resultado de imagem para chopin

  • DANIEL DUNGLAS: (1833-1883): Paranormal escocês, que levitava a luz do dia diante de multidões, reencarna com Divaldo Pereira Franco, o maior orador espírita de todos os tempos.

Resultado de imagem para daniel dunglas e divaldo pereira franco  Resultado de imagem para daniel dunglas e divaldo pereira franco

  • JAN HUSS: Reformador boêmio, que foi queimado vivo em Constança pela inquisição em 1415, reencarna como Alan Kardec em 1814, com a missão de codificar o espiritismo.

Resultado de imagem para jan huss  Resultado de imagem para kardec

  • CRISTOVÃO COLOMBO: Explorador que atingiu o continente americano, reencarna em 1451, depois de ter sido em vida anterior, um viking que adorava o mar. Em 1685, Colombo retorna terra como Padre Bartolomeu de Gusmão, agora apaixonado pela aviação, inventor do aeróstato. Finalmente em 1873, reencarna como Santos Dumont

Imagem relacionadaResultado de imagem para padre bartolomeu de gusmãoResultado de imagem para santos dumont

  • MEM DE SÁ: Terceiro governador geral do Brasil, nascido em 1500, reencarna mais tarde como Osvaldo Cruz em 1872.

Resultado de imagem para mem de sá Resultado de imagem para oswaldo cruz

  • ALEXANDRE “O GRANDE”: Nascido em 356 A.C.,  reencarnou em 100 A.C., como Júlio César, líder e militar da República Romana. Mais tarde reencarna em 1769 como Napoleão Bonaparte, o grande imperador francês.

Resultado de imagem para alexandre o grande  Resultado de imagem para júlio cesarResultado de imagem para napoleão bonaparte

  • JOSÉ BONIFÁCIO DE ANDRADE E SILVA: Nascido em 1763, patriarca da independência do Brasil, reencarna como Rui Barbosa em 1849, grande maçom e jurisconsulto brasileiro.

Resultado de imagem para josé bonifácio de andrada e silva Resultado de imagem para rui barbosa

  • LONGÍNUS: Centurião romano que feriu Jesus com uma lança, foi arrancado da espiritualidade, para reencarnar como D. Pedro I, com a missão evolutiva de reabilitação.

Resultado de imagem para feriu jesus com a lança Resultado de imagem para d. pedro i

  • VIRGÍLIO: o grande poeta nascido no Século I A.C., que foi guia espiritual de Dante Alighieri, quando este visitou o umbral, reencarna como Lamartine, poeta e estadista francês.

Imagem relacionada Imagem relacionada

  • ÁLCMAN: Poeta lírico grego do Século VII A.C., viveu em Esparta e escreveu hinos e odes corais, reencarnou em 1756 como Wolfgang Amadeus Mozart, o músico mais completo de todos os músicos.

Imagem relacionada Resultado de imagem para mozart

  • POMPEU: General e ditador romano do Século I A.C., formou o primeiro triunvirato, que combateu o exército romano, voltou a Roma reencarnado como Mussolini, um dos ditadores mais cruéis da história.

Resultado de imagem para ditador pompeu Resultado de imagem para mussolini

FONTE: Doutrina Espírita Roberto

 

Livro sobre crânios alongados

Este livro é sem dúvida um documento baseado em muita pesquisa. Vários crânios alongados realmente tinham características de deformação provocada naqueles que seriam sacerdotes. Mas alguns outros crânios não possuem sutura sagital. São ausentes as placas parietais que dividem os dois hemisférios.

                                                                     Fonte: http://www.nunes3373.com

Livro UFOS

Sem sombra de dúvida, este livro reúne a documentação mais completa  sobre casos de UFOS. Um verdadeiro dossiê com dezenas de depoimentos coletados de militares norte-americanos, que confirmam a ocorrência de inteligências cósmicas interferindo no lançamento de mísseis, sobrevoando silos de mísseis armados ou até mesmo, desativando bombas e alterando códigos de lançamento.

Um livro que vale a pena ler com atenção.

 

A imagem pode conter: texto

Contatados e abduzidos: qual a diferença? Qual a missão?

Existe uma diferença entre contatados e abduzidos. Uma pessoa contatada é aquela que tem uma familiaridade e uma aceitação muito grande de extraterrestres. Na abdução o indivíduo é raptado, vai contra a vontade para que sejam feitas experiências. Ele pode ser levada às vezes em corpo físico ou então em corpo astral. Pesquisas mostraram que 90% das abduções tem ocorrido de forma astral. Mas para exames físicos, vai em corpo físico.

Abdução...

As abduções causam traumas, dificuldades… Alguns abduzidos apresentam sinais no corpo e podem ser observados através de raio X, onde são verificados chips. E ao serem retirados mediante cirurgia, se descobre não serem humanos.

 

        Resultado de imagem para chips retirados de abduzidos

Não se pode pensar que abduzidos ou contatados são seres especiais, na verdade são grandes devedores, ou seja, precisam trabalhar muito mais que todo mundo. Abduzidos e contatados apresentam algumas características como exemplo: Ficam preocupados em fazer algo de bom, não aceitam mais trabalhar só pra si, compreende que a sociedade está organizada de uma forma injusta, e quer fazer algo de bom. Então eles começam a aumentar seu campo de atuação.

Existem outras características de personalidade. No caso de um abduzido, ele é mais desconfiado em função de algum trauma sofrido, e com isso ele acabou desenvolvendo um sistema de alerta, ele é mais assustado. Porém, estudos realizados nos anos 90 mostram que tanto os contatados, quanto os abduzidos são também pessoas de liderança e formadores de opinião. Isso demonstra claramente que os extraterrestres estão querendo fazer com que o inconsciente coletivo comece a ser diferente e busque uma nova proposta de vida. Dessa forma,  a sincronicidade une o fato com o desejo.

Parece que os extraterrestres estão criando um inconsciente coletivo para assim serem aceitos. Isso vai facilitar um contato em massa. Na última década tem aumentado muito o número de contatos. Antes era uma média de 9 contatos por ano para um abduzido. Atualmente tem sido cerca de 100 contatos para um abduzido. Isso significa que algo está iminente e temos de estar preparados.

Entendendo como tudo começou

Informações sobre as raças extraterrestres são propositalmente ocultadas pelos EUA; Eles têm interesse de manter o véu do desconhecimento, pois a tecnologia deles deve-se em muito ao contato extraterrestre do outro lado da força, ou seja, os não confederados. E todos os presidentes americanos sabem disso, existe até aquelas múltiplas teorias da conspiração que diz que Kennedy foi morto porque estava prestes a tornar público ao mundo, a existência de seres extraplanetários vivendo na área 51.

Porque tudo isso está sendo ocultado de nós?

– Porque existe um medo muito grande por parte dos que governam, de perder poder sobre nós, porque hoje, o poder é de quem tem a informação.

– De não ter resposta para as perguntas que obviamente nós faremos

– E da reação da humanidade. Imagina vir por terra tudo que achávamos que sabíamos, tudo que estava gravado em nosso subconsciente coletivo como sendo o certo e a verdade…

Qual o propósito de sermos visitados? Por quem somos visitados?

Em tudo existe o bem e o mal, eles coexistem… O nosso planeta não é confederado, ou seja nós fazemos parte da Confederação dos Planetas Unidos porque somos hostis e primitivos. E por sermos hostis e primitivos, não temos a defesa da Confederação. Então aqui entra o bem e entra o mal.

A evolução da raça humana leva a gente a compreender que existe uma clara intervenção genética num determinado momento, para mudar a nossa estrutura biológica.

A ciência fala que os primeiros primatas (Australopithecus) viviam em cima de árvores muito altas, daí ocorreu um evento e estes se obrigaram a descer das árvores para se salvarem. E assim não precisaram mais usar as mãos e os pés para se agarrar e começaram então, a usar para outras coisas. Dando início ao processo de oposição do polegar. Os únicos a fazer oposição do polegar éramos nós humanos, a partir de 1995, pesquisadores anunciaram que os chimpanzés e os gorilas estavam também fazendo e agora os orangotangos e os Rhesus estão fazendo também. Isso é evolução.

O Australopithecus demorou 450 milhões de anos para aparecer. E do Australopithecus até o primeiro humano com capacidade mínima de raciocínio se passaram mais de 200 milhões de anos, quando surgiu o Homo habilis.

O Homo habilis começou a quebrar pedra a fazer instrumento, a polir. Viviam em conjunto, o líder era o mais forte, eles não faziam distinção entre homem e mulher, pois tinham apenas sentido básico. Não possuíam organização, nem língua, não desenhavam, não tinham arte, não tinham nada.

Levam mais alguns milhões de anos para que o Homo habilis evolua para o Homo erectus. Este sim, já com primórdios de organização social. Vivendo em tribos, descobrindo o fogo, fazendo instrumentos para percutir sons, já fazem desenhos com carvão. Este ser já tem família e reconhece sua fêmea e suas crias. Os machos traziam o alimento e as fêmeas amamentavam, aconchegavam…

Do ponto de vista espiritual já se sabe que a partir do Homo hábilis já começam a encarnar a primeira raça humanoide do planeta, que era etérea e passa a ter suas primeiras experimentações do Australopithecus assumindo já um córtex cerebral um pouco melhor, a partir do habilis. Mas já no final do Homo erectus começa a aparecer o Homem de Neandertal e Homem de pequim, apenas para citar os mais famosos, já temos encarnando nesses seres, os exilados da capela. Os espíritos mais duros e mais rudes na emoção.

De repente salta-se de Homo erectus para Homo sapiens rapidamente. É claro que, pelo ritmo que a evolução planetária estava procedendo não é possível acreditar que isso se dá por uma evolução biológica normal. Neste momento, há uma intervenção extraterrestre que cria o Homo sapiens, do qual descendemos.

Essa intervenção do Erectus para o Sapiens, segundo a Epopeia Suméria Inumaelich, chamada de Epopeia da Criação, foi a intervenção dos seres de Nibiru, que vieram roubar o nosso ouro e salvar o planeta deles, e que aqui chegando não queriam mineirar. Tentaram escravizar o Homo erectus que não aceitou ser escravizado. Então um dos nibiruanos que era cientista, chamado Enki, que era filho do Rei Anu, junto com Enlil que era o comandante militar desta expedição, começa a fazer experimentos usando espermatozoides dos erectus com os óvulos das nibiruanas, produzindo vários híbridos que não tiveram sucesso, até que surge o Homo sapiens que tem sucesso e quem encarna neste novo ser são os Exilados de Capela que possuem melhor potencial moral. É o Elo Perdido da ciência que sai de um macaco rudimentar para um humano com competência.

Daí, desenvolve-se essa raça Sapiens juntamente com nibiruanos, na parte europeia do Oriente Médio, e na parte do Oceâno Atlântico para as Américas nós temos outro evento muito importante… os extraterrestres vieram pra cá com a permissão do Lógus Galáctico que é Jesus Cristo, conhecido por eles como “Sananda”, para acelerar a evolução do Planeta Terra. Mas os Nibiruanos são como a gente, hostis e primitivos, não importando o desenvolvimento tecnológico que tenham. Então Jesus percebeu que de novo a massa crítica da Terra estava pendendo para o lado errado da força, ele fez uma convocação aos planetas que na Rebelião de Lúcifer tinham dado seu salto quântico, saído de expiação e provas como nós estamos hoje, para regeneração. Pedindo que viessem salvar a Terra e aumentar o seu padrão moral. E vieram então, seres de Órion, das Plêiades, de Sírius, de Capela e tantos outros lugares e vieram nascer e viver na Atlântida, que cresceu e floresceu nas artes, na medicina, na filosofia e na boa vontade. Depois de umcerto tempo, começa a encarnar entre os Atlantes, os Exilados da Capela, e o poder corrompeu…

Nesse momento os Nibiruanos já estavam indo embora porque a guerra estava entre o Marduk e o Enlil e os Atlantes começaram a disputar poder entre eles mesmos: entre os brancos arianos e os vermelhos que vieram a formar os povos índios das Américas.  

Esse momento que deveria ser um crescimento para estes espíritos, foi o seu rebaixamento moral. E aí, precipita-se a Terra numa guerra nuclear estrondosa entre os Nibiruanos e os Atlantes. Aí, determina-se que a raça que estava aqui era doente e não poderia continuar. Tentam destruir a Terra, mas Jesus não permite e o Enki vem rapidamente avisar um neto tardio dele, chamado Noé para que faça uma arca genética, um banco genético de tudo que existe porque a Terra vai ter de recomeçar.

Devido as explosões nucleares que Nibiruanos e Atlantes faziam, a nossa magnetosfera estava completamente avariada, e por estar fragilizada como hoje começa a ficar em ponto crítico, a tempestade solar aconteceu e nós não tivemos defesa.

Esta irradiação solar extraordinária que houve acabou com a herança DNA da Terra, e o homem perdeu o seu rumo, esqueceu o que sabia, a tecnologia foi sepultada embaixo dos mares com o dilúvio que aconteceu. Tivemos então, que recomeçar tudo novamente.

Num destes momentos em que estamos recomeçando, os membros de um dos planetas rebelados da Constelação do Dragão ou Draconiana, puderam ter livre acesso ao nosso planeta. Eles então, vieram pra cá e aportaram na África.  Lagartos gigantescos com poder bélico enorme subjulgam o povo da Terra, subjulgam o Sapiens sapiens que lá está, tornando-se deuses para aquele povo sofrido ao extremo e criam o novo híbrido: o SANGUE AZUL, para preservar o DNA deles, assim os casamentos ocorriam só entre eles, para manter o poder com  eles, superior, racional, de magia e o poder que depois se tornou importante que foi o financeiro.

ETs e Humanos na Antiguidade (os Maias)

As crianças nobres que nasciam, tinham suas cabeças atadas com panos, para que seus crânios ficassem alongados como a dos Deuses? Nessa época muitas crianças morriam por esfacelamento cerebral.

ETs e Humanos na Antiguidade (Egípcios)

No Egito, os chapéus alongados eram usados para mimetizar, simbolizar a cabeça dos deuses.

O Faraó Egípcio Akhenaton, extraordinário Homem/mulher, porque ele era andrógeno, e por isso o pai odiava ele. Queria um guerreiro… De repente morre o primogênito e fica o filho odiado para ser o faraó.

Faraó Akhenaton 

Mas Akhenaton foi um dos sacerdotes que viveu em Atlântida e sabia do que iria acontecer, tentando inclusive avisar o povo, mas eles não quiseram ouvir. Então ele faleceu no dilúvio e reencarna no Egito para trazer o culto a um Deus que fosse criador pelo amor. O Akhenaton não estava nem aí com a administração do Egito, ele queria poesia, música, quadros, literatura, ciência.  A administração do Egito ele deixou a Nefertiti, esposa dele, considerada a mulher mais linda da época. Essa sim, era uma comandante estrategista. Akhenaton construiu uma cidade belíssima baseada nesses conceitos, mas ele não era perfeito… e quando os sacerdotes de Amom Rá, por ódio dele impor o culto a um Deus único, mataram Nefertiti, ele mandou acabar com quase todos os sacerdotes. Mas os que sobreviveram acabaram com a vida dele.

Imagem de Nefertiti reconstruída pelo italianos

Akhenaton foi a prova de um ser híbrido, formado por tecnologia extraterrestre, um espírito que veio para fazer a diferença. Hoje Akhenaton é um dos comandantes estelares.

Inicia-se portanto na Terra a partir da renovação, o poder do governo oculto. Este é lado errado da força que comanda este planeta, ainda… mas vai acabar!!!

Hierarquias extraplanetárias

Existem provas arqueológicas de que sempre houve contato de civilizações extraplanetárias com a atual raça humana. Os contatos mais frequentes iniciaram logo após a Segunda Guerra Mundial, pois a humanidade após o seu fim, está em estado de choque, com milhões de mortos, medo de uma guerra nuclear, de mudança de paradigmas… O homem está pronto para ver o que ele não via antes. Então as naves que sempre estiveram no céu, começaram a ser vistas.

A partir do início dos anos 50, começamos a ter uma proliferação mundial de relatos de objetos voadores não identificados e de humanos que se diziam ter sido levados para naves onde tinham contato com seres humanóides.  Seres que falavam de forma diferente, se comunicavam por telepatia e dando as pessoas um outro nível de compreensão, uma expansão de consciência.

Existe uma similaridade muito grande nos relatos em todo mundo, sejam de crianças ou de adultos, pois o processo de abdução não escolhe sexo, idade, nem nacionalidade, nem nível social e nem  cultural, ele é cosmopolita, democrático. Os extraterrestres selecionam pelo DNA.

Um planeta como o nosso, ainda limitado em tempo espaço, compreende apenas a existência de uma espécie dominante, no caso a Adâmica.

Então de repente, raças começam a ser descritas como:

  • Os Greys: Baixinhos acinzentados e com grandes olhos.

Resultado de imagem para greys extraterrestresFoto 1.1-  Fonte: http://www.Extraterrestreonline.com.br

 

  • Os Pleiadianos: Que são humanóides altos e loiros, como os nibiruanos também são.

The Pleiadians were another alien race.

 

 

  • Os Arcturianos: Também humanóides, são uma raça de filósofos, de seres muito ligados a ética a moral e a saúde mental.

O CONSELHO ARCTURIANO DA 9ª D por Daniel Scranton Saudações. Somos o Conselho Arcturiano. Apreciamos nos conectar com tod...

 

 

  • Reptilianos: Nem todos são maus. Existem alguns de alta evolução, hierarquicamente muito grandes, com enorme capacidade de amor incondicional.

https://i.pinimg.com/564x/29/dc/0b/29dc0b2c3911f3c7c05c3508b026058d.jpg

 

 

  • Seres de cabelos prateados ou brancos, partidos ao meio, caindo até os ombros.

  • Insetóides: é meio assustador ver sua aparência. Começaram a ser vistos principalmente nas últimas duas décadas. E são muito mais frequentes do que pensamos.

Resultado de imagem para extraterrestres insetoidesFoto 1.2- http://www.dominiosfantasticos.com.br

Existem duas categorias de raças: a dos confederados, que não interferem em nosso lívre arbítrio. Eles possuem um código de ética, um plano de diretrizes planetárias que seguem as mesmas leis: o estabelecimento da nova Terra.

As raças reptilianas por afinidade vibratória, são os que mais trabalham junto aos guardiões da Terra. Já os Pleiadianos trabalham mais com os espíritos de luz. Embora luz todos tenham, pois todos são emissores de fótons. Uns emitem com mais propriedade e menos resistência, e outros porque ainda tem um quantum energético menor, não são capazes de fazer essa emissão a um nível de iluminar a onde estão.

A raças insetóides são as maiores responsáveis pelo acolhimento das almas que serão exiladas da Terra e daquelas que precisam de grande preparo para retomarem as suas trajetórias evolutivas.

Raças extraterrestres estão se mostrando de forma explícita seja através dos agroglífos nas plantações ou imagens de naves.

Resultado de imagen para dibujos en campos de trigo  08.07.2014

Claramente eles querem contato. Mas o que eles querem? No que acreditam?

São seres multidimensionais, existem seres de quinta dimensão pra cima. A maioria deles não tem corpo físico denso como o nosso, ainda que tenham um corpo físico. Quando se manifestam através dos médiuns, eles se projetam astralmente através de desdobramento. Mas o que os caracteriza é a consciência expandida. Tem um entendimento bem diferente do nosso… mais amplo. Eles praticam a lei da fraternidade. Não são seres perfeitos e não se dizem perfeitos. Por isso não devemos ter a ufoidolatria, pois nem religião eles tem. Não acreditam em dogmas. Deus pra eles é a energia pura que existe em cada sub partícula atômica de todos os átomos que existem. Ou seja, o Deus que habita nos átomos do sol é o Deus que habita os átomos do vírus. Nós somos reflexos individualizados da fonte criadora.

Quando um habitante da Terra, como por exemplo: Madre Tereza de Calcutá, Chico Xavier ou uma Irmã Dulce evoluem, eles aumentam o quantum energético deles, assim eles aumentam também o quantum energético do planeta Terra, que aumenta o quantum energético do sistema solar, que aumenta o quantum energético da Via Láctea, que aumenta o quantum energético do universo, que aumenta o quantum energético da fonte criadora. A evolução de um é a evolução de todos.

Eles acreditam numa única religião: a da FRATERNIDADE.

Vamos entender agora um pouquinho sobre o objetivo destas raças extraterrestres estarem interagindo conosco:

Em razão da insanidade que caracteriza a raça humana, ao determos o poder de controlar a divisão nuclear, fomos capazes de desenvolver armas de destruição em massa. Mas ao mexermos com o planeta, colocamos em risco não apenas o sistema solar, mas a segurança de todas as raças que habitam o Braço de órion, setor da Via Láctea.

Nos encontramos num momento espaço tempo, em que o planeta dará um salto quântico de dor para compreensão inicial do amor pleno. Neste salto não poderemos estar sozinhos, pois é difícil a aprendizagem quântica. Então estas raças estão aqui como nossos irmãos mais velhos, o interesse deles se dá em duas frentes:

  • Evitar que a gente destrua nosso planeta e assim afete os deles;

  • Nos ajudar a encontrar um caminho para a fraternidade através da aceitação do outro.

As raças de confederados, principalmente um pouco antes da segunda guerra, começaram a aparecer de forma mais frequente, em função de estarmos manipulando com armas nucleares, o objetivo foi contatar nossos governantes no sentido de lhes oferecer alternativas para a vida e não para a morte. Como nossos governantes não são mentes ainda esclarecidas, estas raças tiveram de atuar de outras maneiras. Eles tem trabalhado em nosso povo com todas as raças sociais para nos traduzir outras formas de existência, para quebrar nossos paradigmas mais errados e pequenos, dados a nossas imaturidades. E assim nos ajudar a compreender que há muito mais no universo, que viver e morrer.

Nossa raça criou para ela mesma o comando de seres que chamamos de governo oculto, formado por extraterrestres e terrestres que se alinharam pelo medo que tem, e pela necessidade de poder que alimentam. Estes seres comandam toda a nossa vida material e ditam as normas pelas quais vivemos.

A rota da evolução é similar em todo esse universo que ainda é jovem, se comparado aos outros universos. Algumas raças extraterrestres já passaram por períodos de transição como ao que estamos passando. Não são superiores a nós, são apenas mais velhos.

As raças de confederados tem nos auxiliado com foco na expansão da consciência, removendo larvas mentais, implantes colocados em vidas anteriores, desfazendo laços de obsessão e auto obsessão, selecionando aqueles de nós que possam ser formadores de novas consciências. Toda a energia gerada em grupos voltamos ao amor, a fraternidade e a expansão da consciência é utilizada para curar a grade energética de regiões em sofrimento.

Existem algumas bases espalhadas na Terra ou no entorno da Terra para criar meio ambiente vivo para os híbridos que estão sendo  produzidos e que serão a nova raça humana.  O primeiro protótipo são as crianças cristais, que começaram a nascer a partir do ano 2000 em toda a Terra. Essas crianças precisam estar na atmosfera muito pesada da Terra para poderem respirar, antes de serem incubadas nos úteros das mães. Estas bases tem ainda servido para receber a raça humana em tratamentos espirituais. Estão pousadas no umbral para recolhimento e tratamento das almas que não conseguem se deslocar da matéria o suficiente. Além de tudo isso, as bases criam campos energéticos de apoio a “Gaia” para que ela sobreviva a insanidade dessa psicosfera.

Alguns médiuns de cura em sido levados para estudar em bases como na Jureia, governada por cetáceos e anfíbios. O objetivo é preparar estes médiuns como terapeutas energéticos. Existem muitas bases espalhadas pelo mundo, inclusive no Himalaia, que trata do aprimoramento das faculdades mentais e assim nos preparar para que a transição seja o mais suave possível.

O medo que a raça humana tem de contato com as raças extraterrestres se dá por vários motivos. Existe um inconsciente formado de que extraterrestres são monstros invasores, reforçado ainda, pelas artes cinematográficas que partem totalmente dos EUA, que são um país com uma ambiguidade muito grande entre a luz e a escuridão. Isto de certa forma se justifica porque depois do Dilúvio descrito na Bíblia, houve sim a invasão do nosso planeta pelos Draconianos que fazem o lado errado dessa equação. O segundo motivo, porque somos realmente ignorantes de quem são eles, pensamos que estão aqui para intervir, mas isso não irá acontecer porque o carma é daquele que possui o planeta. O risco da intervenção só poderia se concretizar, se colocarmos em risco os planetas vizinhos. O terceiro motivo é a parte dos abduzidos que não perfazem 1/12 avos de nossa população encarnada, mas tem o receio porque não compreendem  a totalidade do projeto.