Misterioso túnel

menino_desceu_buraco_1Bonita e misteriosa. Assim pode ser descrita a passagem subterrânea conhecida pelo nome de Shell Groto, em Kent, no Reino Unido. O local é decorado com cerca de 4,6 milhões de conchas. O interessante é que até hoje ninguém sabe qual é a sua origem.

A gruta foi descoberta em 1835 por James Newlove e seu fiho, Joshua. A família estava cavando um buraco no chão quando uma pá desapareceu em uma abertura abaixo de uma placa de pedra. Removendo a placa, uma surpresa: os dois viram o que parecia ser uma entrada para uma caverna imersa nas trevas.

Já que a entrada era muito pequena, o pai prendeu o filho numa corda para ele descer e ver o que era. Quando conseguiu voltar à superfície, Joshua contou ao seu pai o que descobriu: um túnel subterrâneo maravilhoso coberto inteiramente em mosaicos de conchas. 

menino_desceu_buraco_2

O que torna a gruta Shell Groto um mistério incomum é que não se sabe nada a respeito de sua origem. Tudo indica que o lugar tenha sido erguido para ser um templo, mas não há qualquer pista sobre as divindades que eram veneradas e sobre quem pode ter construído.

Entre as espécies de conchas, há amêijoas, búzios, mexilhões e ostras colados às paredes e no teto com argamassa à base de peixe. Hoje, os mosaicos do túnel estão sendo restaurados para surpreender os visitantes para os próximos anos.

menino_desceu_buraco_9

menino_desceu_buraco_3

A gruta é formada por corredores de 20 metros de extensão que levam a uma sala retangular

menino_desceu_buraco_5